São sebastião Fort

Este trabalho foi-nos entregue como resultado de um concurso internacional lançado pela UNESCO.
Os termos de referência, coerentemente com a reduzida escala do financiamento por parte de doadores internacionais (Japão, Portugal….), eram extremamente limitativos em relação à extensão e natureza das intervenções. Tratava-se de intervir no monumento histórico mais antigo e valioso de Moçambique para o salvar de um processo de ruína acelerado e fazê-lo com meios muito reduzidos.
Poucos registos existem quer da sua construção quer das sucessivas transformações que sofreu, e a documentação existente é quase exclusivamente descritiva e não gráfica. Houve, portanto, que proceder a um levantamento completo e minucioso do monumento e de todas as suas partes afectadas.
A intervenção projectada, dentro dos estritos limites orçamentais propostos, tem como objectivo essencial parar o processo de degradação em curso e recuperar uma parte menor do conjunto edificado para uso imediato como apoio à reabertura ao público da fortaleza. Um dos componentes com maior significado quer técnico quer social, é o sistema de drenagem e recolha de águas pluviais, com os seus aquedutos e grandes cisternas, que ainda hoje são essênciais à vida da população da Ilha. Por essa razão a sua reabilitação foi um aspecto prioritário do projecto que inclui a construção de uma nova cisterna, exterior à Fortaleza e alimentada a partir das 3 cisternas interiores que passará a fornecer água em boas condições de higiene, em local mais próximo e adequado, à população da Ilha. O projecto de recuperação respeita as tecnologias das diferentes épocas e propõe novas intervenções apenas onde a ruína de parte dos edifícios e novas necessidades funcionais o justificaram.
As obras de restauro estão em andamento e permitiram já certos acertos ao projecto decorrentes de elementos novos encontrados no evoluir dos trabalhos.

 

This is a project that our office got as the result of an international competition launched by UNESCO.
The Terms of Reference, coherently with the reduced scale of the available funds from international donnors ( Japan and Portugal), were extremely limiting in what regards the extention and the nature of the possible interventions. It was the case of simply stopping the process of accelerated ruin of the oldest and more valuable historical monument in Mozambique and to that, with the extremely meagre means available.
Not many documentation exists on the original construction of the fort nor about the successive transformations that it suffered and the existing documentation is mainly non graphical. Consequently we were forced to do an extensive and complete survey of the monument and of all its affected parts.
The projected interventions, within the strict cost limits imposed, has the major objective of stopping the degradation process under way and recuperate a minor part of the built complex to be used imediately to support the reopening of the Fort to the public. One of the most significant components, both in a techical and in a social sense, is the rain water system with its aqueducts and huge cisterns, which even today are very important to the life of the island's population. For this reason its rehabilitation was a primordial aspect of the project which includes the construction of a new cistern out of the fort's ramparts and fed from the 3 internal cisterns which will supply clean water, in a better placed situation, to the Island's people. The project respects the technologies employed by each historical epoch and proposes new interventions only where the state of ruin of parts of buildings and new functional necessities demand and justify it.
The restoration work is under way and it allowed already a number of adjustments as a consequence of new elements found through the course of the work.

 

Fortaleza de São sebastião

Mozambique Island, Mozambique

2008

1
2
3
4
5
6
7
8
9